Entenda a causa da acne em cada área do rosto

Olá pessoal,

Hoje é dia de mais um post da nossa série sobre ACNE! No primeiro post (veja aqui) vimos como a alimentação pode ter influência no aparecimento da acne e quais alimentos devem ser evitados. A acne é reconhecida pela Associação Brasileira de Dermatologia como um problema multifatorial, ou seja, difersos fatores podem desencadeá-la incluindo a alimentação, problemas hormonais, fatores externos e genética. Assim, são diversos fatores que contribuem para que as glândulas sebáceas começem a produzir uma quantidade demasiada de uma secreção gordurosa, o sebo. Quando o sebo não consegue passar pela abertura dos poros da pele ele se acumula e, junto com células mortas, formam-se os cravos. Estes cravos favorecem a proliferação de bactérias, em geral a Propionibacterium acnes, que já está presente na pele, gerando inflamação e infecção que dá origem às benditas espinhas.


De acordo com a medicina Ayurvedica, a localização da acne no rosto pode estar relacionada à saúde geral dos nossos orgãos. Não é interessante? Assim, dependendo de onde aquela espinha chata aparecer pode indicar problemas específicos e ajudar a identificar o melhor tratamento!

Com base nisso, veja o que a sua acne pode estar querendo te avisar:

 

Testa

Normalmente quando ocorre o aparecimento de espinhas na parte superior da testa o motivo está relacionado com problemas digestivos no fígado e/ou intestino delgado. Podem traduzir também altos níveis de estresse, má alimentação, falta de sono apropriado e até reação alérgica a produtos que você utiliza no cabelo. A acne na parte inferior da testa está relacionada com o coração.
Assim, é essencial que você durma bem, se hidrate bastante, verifique se você tem alguma alergia a alimentos ou substâncias químicas que faz uso e faça exercícios físicos aeróbicos regularmente. Além disso, consuma alimentos ricos em substâncias anti-oxidantes, probióticos e óleo de coco.

 

Entre as sobrancelhas e têmporas

Esse tipo de acne costuma aparecer quando existe algum problema de circulação ou imunidade, dietas ricas em alimentos processados, gordura, ou álcool e  podem gerar problemas na vesicular biliar e no fígado. Nesses casos, tente descansar e comece a consumir alimentos que fazem uma detox do organismo (veja aqui).

 

Nariz

As espinhas no nariz podem estar relacionadas com problemas gastrointestinais como indigestão, prisão de ventre, distensão abdominal, má alimentação e até circulação sanguínea. Alimente-se mais leve e inclua alimentos com fibras, vitamina B, probióticos e tome bastante água, evite alimentos processados ou com muito sódio.

 

Bochechas

A acne nas bochechas pode aparecer caso você tenha problemas no fígado, estômago, problemas respitatórios, estresse e alimentação com excesso de açúcar. Além disso, essa é uma região em que estamos constantemente apoiando as mãos, fronhas e aparelhos celulares, o que também podem causar espinhas! Assim, além de uma alimentação equilibrada, tentando controlar o estresse e não fumar é fundamental que tenhamos o cuidado de manter limpo tudo que entrar em contato com nosso rosto e evitar ficar tocando-o com as mãos que podem estar sujas e também levar mais oleosidade ao rosto.

 

Orelhas

Pode ser que seus rins não estejam muito bem caso apareçam espinhas em suas orelhas. Dê uma atenção maior ao seu descanso e ao consumo de água. Consuma alimentos que contenham magnésio e outros minerais e evite excesso de alimentos industrializados, açúcar, sódio e cafeína.

 

Ao redor dos lábios

Pode indicar prisão de ventre e que seu fígado está sobrecarregado. Verifique se você está consumindo excesso de frituras e diminua a quantidade. A ingestão de fibras, probióticos, vegetais e frutas são essenciais para ajudar na melhora do quadro.

 

Queixo, maxilar e pescoço

Esse é o única associação local-problema que foi até hoje compravada científicamente por médicos ocidentais, e está ligada diretamente com problemas hormonais. Podem ser causados ao longo do ciclo menstrual, estresse – que aumenta a concetração de cortisol no sangue -,  síndrome do ovário policístico, entre outros. A origem da acne nessas regiões deve ser investigadas a fundo pois indicam problemas mais complexos que precisam de tratamento adequado. A alimentação deve conter omega-3 e algumas pílulas anticoncepcionais são utilizadas para ajudar a regular os hormônios.
O aparecimento de espinhas e cravos no centro do queixo, podem indicar problemas no estômago e no intestino delgado. A alimentação saudável é sua aliada e invista em alimentos integrais, com bastante fibra! Hidrate-se e durma pelo menos 7 horas por noite!


Vale lembrar que a maioria das associações da medicina indiana citadas acima não tem comprovação científica e, aqui, tenho somente a intenção de informar da existência dessa linha de pensamento. Se você sofre com acne, aconselho que procure ajuda médica especializada para conseguir entender o motivo do problema e encontrar a melhor solução para o seu caso. Além disso, podemos ver que, em geral, para se ter uma pele saudável e livre de espinhas, a alimentação equilibrada é essencial!

Minha experiência

No meu caso, tive problemas com acne na fase adulta na região inferior da bochecha, ao redor da boca e queixo. Como eu estava morando fora do país quando o problema começou, e as consultas médicas eram muito caras, eu não pude entender o que estava de fato acontecendo comigo e precisei esperar voltar para o Brasil para começar a investigar (o que me rendeu várias marcas na pele e na auto-estima). Neste meio tempo, como eu não tinha noção que poderiam ser alterações hormonais suspeitei de tudo: alimentação, cosméticos (que eu nem usava muito) e até do sabão em pó que eu lavava minhas roupas. Quase um ano após da minha volta, e passando por períodos de melhora e piora da acne, fiz consultas com médicos dermatologista, endocrinologista, ginecologista e até alergista para, finalmente, entender que meu problema eram essencialmente dois: estresse e síndrome do ovário policístico.

Nos próximos posts da série eu vou falar mais sobre a minha experiência com as espinhas na fase adulta, fatores emocionais e também sobre a síndrome do ovário policístico. Além disso, também falarei sobre cosméticos que podem nos ajudar a melhorar o aspecto da pele com acne. Fiquem ligadinhos!

Qualquer dúvida, é só me escrever um comentário!

Beijos e até a próxima!

Fonte das imagens: stockvault.net e medicinamitoseverdades.com.br

Mayra Dancini

Química, capricorniana, sensível e apaixonada pela vida e pela beleza dos detalhes a nossa volta. Gosto de aprender como funciona nosso corpo, nosso universo e praticar a arte da maquiagem. Acredito que nada substitui o amor, o respeito, uma boa comida, o sorriso sincero e uma vida ativa e equilibrada.

Related Posts

3 Discussion to this post

  1. Anna disse:

    Interessante essa linha de pensamento, curti! Tenho a síndrome dos ovários policisticos e travo uma verdadeira batalha com meu rosto, graças a Deus que não ficam marcas, mas ainda hoje com 36 anos ainda aparecem espinhas no maxilar. Uso tudo muito específico, inclusive o protetor solar, mas meus melhores aliados tem sido as máscaras de argilas (as naturais) e uma pasta com açafrão tem mantido minha pele branquinha.

    • Mayra Dancini disse:

      Sim, bastante interessante mesmo, Anna!!
      Essa síndrome é mesmo complicada…o controle dos sintomas e os tratamentos são bem chatinhos!
      Você vai gostar dos próximos posts então, serão sobre ovários policísticos e máscara de argila verde! =D
      Nunca ouvi falar dessa pasta de açafrão… que interessante!! Você mesma faz em casa??
      Boa sorte na sua luta contra a acne!
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *