Como controlar a diabete com alimentação?

A diabete é uma doença caracterizada pela elevação da glicose (açúcar) no sangue. É causada pela falta de insulina, gerando dificuldade em digerir os carboidratos da alimentação. A insulina é o hormônio responsável pela entrada de carboidrato já digerido (glicose) na célula para a produção de energia. Se não produzimos insulina (diabete tipo 1) ou temos resistência à insulina – problema que ocorre quando os receptores da insulina não funcionam, fazendo com que mesmo com muita insulina, ela não funcione (diabete tipo 2) –, não conseguimos utilizar a glicose de forma correta, e esta fica acumulada no sangue.

A alimentação é essencial para o controle, tratamento e prevenção da diabete, independentemente do uso de medicações. O primeiro e mais óbvio nutriente que devemos ter atenção é o carboidrato. A dieta deve ter uma carga glicêmica mais baixa para não provocar o aumento brusco da glicemia. Para isso, devemos evitar o consumo de carboidratos em excesso, evitando principalmente os carboidratos simples como farinhas refinadas, dando preferência para os cereais integrais, além de não utilizar ou consumir açúcar branco. Outra dica é sempre ingerir carboidratos com fibras, que impedem o aumento brusco da glicose sanguínea. 


Mas, quem pensa que os doces são os únicos vilões da diabete está enganado. Também devemos ter cautela com a gordura saturada, presente em alimentos de origem animal, como carnes, queijos, creme de leite e sorvete. Além da gordura saturada favorecer doenças cardíacas – as maiores complicações que levam à morte de pessoas que tem diabete –, pesquisas mostram que uma dieta com baixo teor de gorduras saturadas traz resultados positivos no controle da diabete. 

As vitaminas e minerais também são superimportantes para o controle da diabete. A vitamina D, por exemplo, está associada com resistência à insulina e a diabetes mellitus tipo 2 quando está em baixa no corpo. A melhor maneira de obter a vitamina é tomando sol ou suplementos especializados. Já o cromo é um mineral essencial para a ação da insulina. É encontrado em cereais integrais, cacau em pó e alguns vegetais. 

Texto: Elaborado por Carolina Arbache, nutricionista da Natue, e revisado por Michele Prado.

Caso tenham alguma dúvida, é só me escrever!

Beijos
Mayra Dancini

Química, capricorniana, sensível e apaixonada pela vida e pela beleza dos detalhes a nossa volta. Gosto de aprender como funciona nosso corpo, nosso universo e praticar a arte da maquiagem. Acredito que nada substitui o amor, o respeito, uma boa comida, o sorriso sincero e uma vida ativa e equilibrada.

Related Posts

3 Discussion to this post

  1. Carlos Maciel disse:

    Excelente post. Aguardo novidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *